terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Conto de Natal





















Noite e dia, Maria caminha
Ao ritmo da dor que no seu ventre se aninha
Torce, passo a passo, o terço
À procura de leito, à procura de berço
E tanto fervor tem sua prece
Que o céu, chorando, lhe tece
Um fio d’ouro que a conduz
À manjedoura onde dá à luz
O fruto divino
Maria, tão cheia de graça
Com amor, com todo o calor,
No seu colo enlaça
O messias, o menino
Aquele que nasceu sem nada, pequenino
Mas logo no primeiro instante
Embora o mundo o adore e lhe cante
Viu nos olhos de Jesus, a cruz
A mesmíssima onde morreu; de alma ao léu
Por querer amar e não matar
E mesmo assim Avé, Avé...
Maria riu, de seio ao ar
E pôs-se a cantar canções de ninar!

(Carmen Cupido)

1 comentário:

  1. Gostei mto=)não há maneira melhor d desejar um bom natal=)=)Kat

    ResponderEliminar